quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A ti...



Vou largar ao vento,
Este meu sentir,
Deixar que voe,
Que se liberte do peito,
Esperar que chegue até ti.
Que o sintas sussurrar no ouvido,
Que te toque nos lábios
Como um perfeito beijo,
Que te envolva a pele
Como um abraço.
Sente-me esta mescla
De emoções que não entendo,
Que não controlo,
Que me tomam de assalto a mente,
Incapaz de pensar.
Coração que vai batendo,
Incerto no seu compasso
De dúvidas que me assolam,
Que me invadem de perguntas,
Que nunca têm respostas,
Que serão sempre incertezas
Até que o vento, de ti,
Me traga boas novas.
Agarra o meu amor,
Recebe-o, guarda-o aí dentro,
Até ao dia em que seja eu
A chegar a ti,
Levada pela corrente
Deste rio que não tem leito,
Que não tem limites,
Que não tem medo.
Largo no vento
Porque é mais veloz o seu chegar,
O, a ti entregar.
Sente-me e não me percas,
Estou a ti a me entregar,
Nas mãos desse teu mar...

15/02/2012

2 comentários:

  1. Num instante a acordar, com algo nos lábios a tocar!
    Um pássaro verde por ti fez chegar,
    o mais belo amar, com um simples beijar...
    Que um homem digno, saiba preservar,
    alguém tão bela como tu,
    e com força te saiba agarrar,
    mimar e acarinhar!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vulcano...
      Deixas-me sem palavras.

      Beijo(te)

      Eliminar