sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Apenas sentir-te

Apenas sentir-te...
Aqui, junto deste corpo que é o meu,
Que vive e respira um ar
Que se torna teu.
 
Apenas sentir-te...
Assim, a envolver-me a pele desnuda
Que se arrepia ao sabor do teu respirar.

Apenas sentir-te...
Tocando-me num abraço que,
De tanto desejar,
Se torna uma marca em mim,
Uma droga viciante,
Que desejo eternizar.

Apenas sentir-te...
Invadindo-me os sentidos,
Percorrendo-me a carne com os dedos,
Tomando-me o corpo como teu,
Fazendo-me querer ser tua,
Entregue a um mundo
De pura,
Intensa e insana loucura.

Apenas sentir-te...
E amar-te.
 
28.Nov.2014

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

É na tua boca

 


É na tua boca que me morrem todas as palavras...
Todas as que tento verbalizar
E que não cabem dentro de mim.

É na tua boca que me morrem os sentires...
Todos os que nascem em mim
E que são criados por ti.

É na tua boca que me morre o amar...
Todo esse sentimento que transborda de mim
E que não pára de aumentar.

É na tua boca que me morrem todos os beijos...
Todos os que a boca pede para as saudades matar
E que me agarram como um doce viciar.

É na tua boca que me morre o corpo...
Toda a pele e toda a carne entregue a ti,
À tua vontade louca e intensa de me amar.

É na tua boca que toda eu morro...
Num a ti me entregar,
Dar, ser e viver,
De prazer quase morrer
E de novo, em ti,
Renascer!
 
 
26.Nov.2014

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Viver

 
A tarde vai passando, lenta ao ritmo de um tempo que não se mostra, que não se cansa em demorar-se, em ficar como que suspenso.

E eu tenho a urgência de quem ama em mim. De quem deseja que o dia passe nessa pressa de quem tem para onde voltar.

E eu tenho um lugar que me espera, que me acolhe, que me faz sua. Como o mar acolhe o rio que não pára de deixar as suas águas correr.

E eu tenho em mim essa vontade de correr, de me soltar desefreada num caminhar que em ti termina.

E eu temino e começo em ti. Estranho, eu sei, mas é assim que me sinto contigo, nos teus braços: pequena e imensa, doce e segura, menina e mulher.

A ti chego menina frágil e em ti Mulher me faço. No caminho que construímos e nas memórias que vamos criando, partilhando e fazendo nossas.

E tua eu sou por completo, num amor que me invade de felicidade a alma, o ser e o viver.
 
 
14.Nov.2014

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Thoughts XXVII


As piores saudades são as de quem ama: ainda o "até já " não se soltou da boca e já se sentem na alma...


13.Nov.2014

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

És parte de mim

És parte de mim,
Do meu ser e não,
Jamais,
Me conformo.

Essa forma como de mim,
Do meu ser,
Do corpo e da Alma,
Te apoderaste.

És parte de mim,
Do que sou,
Do que faço,
Do que vivo e revivo
E do que sonho também.

Invadiste-me com esse
Inexplicável poder
De um olhar que me fala,
De um sorriso que me abala,
De um abraço que me consola.

És parte de mim,
Da minha pele
Quando me arrepio,
Do meu corpo
Quando me tomas,
Da meu ser por completo
Quando me Amas.

Ah! E como me amas,
Como me fazes plena,
Como me fazes, sem rodeios,
Num momento,
Objecto do teu prazer,
Tua escrava sem querer,
E no outro,
Tua Amada Deusa,
Tua Senhora.

És parte de mim,
Como poderias não ser?!
De tão entranhado que me estás,
De tão vivo e presente,
De tão que me fazes sentir
Mulher!
 
 
07.Nov.2014

Apeteces-me



Apeteces-me,
Sem explicações,
Sem questões ou sermões,
Sem culpas, sem perdões.
Apeteces-me,
Com a mesma vontade,
Essa,
Imensa,
Intensa,
Louca e luxuriante,
De quem,
Esfomeado de uma vida
Errante,
Se quer saciar para sempre.

Apeteces-me,
E provo-te como a ninguém,
E o teu sabor em mim permanece,
Como se uma droga fosse,
Viciante.

Apeteces-me,
Quero-te,
Desejo-te,
E as palavras são parcas,
São poucas,
Demasiado pequenas.
 
 
07.Nov.2014

terça-feira, 4 de novembro de 2014

A cada novo dia


Espero-te a cada novo dia como no primeiro.
A ansiedade do toque,
A expectativa do beijo,
O acelerar do coração que, louco,
Se apaixona.
E tudo renasce,
E tudo se renova,
Naquele instante,
Em que os meus olhos
Alcançam os teus,
A cada novo dia.
 
 
04.Nov.2014