sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Perder noção, razão e pensamento






 

A vontade percorre o corpo,
Largado sem cuidado
No leito desfeito
Onde já foi amado.
Invade a pele,
Empregnada do odor
De quem se entrega,
De quem não sente o pudor.
Incendeia o sexo
Húmido de tanto querer
Voltar a sentir
O doce sabor,
Desse enorme prazer
De ser tomada,
Tocada,
Penetrada e domada
Com esse fervor
De quem perde a noção,
A razão e o pensamento.
 
 
26.Set.2014

2 comentários:

  1. Adoro quando chega o dia em que este recanto recebe uma torrente de atualizações. A delicadeza daqui espevita... tanto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saudades de tudo aqui...
      E de ti. Sabes(me) bem.

      Beijo(te)

      Eliminar